19 Sep 2019 02:02
Logo Lêaí

Memórias de Viagem, com Sinara e Leonardo - Vamos viajar? Claro!

memorias-de-viagem--com-sinara-e-leonardo---vamos-viajar--claro--1

Sinara em Chacaltaya, na Cordilheira dos Andes. Foto: Leonardo Herrera

Querer viajar e conhecer lugares novos é um pensamento diário que temos, e vários são os canais de comunicação que nos instigam a querer sair por aí, se possível amanhã mesmo. E por que, aparentemente, parece fácil para alguns e impossível para outros?

A resposta é simples. Porque aquelas pessoas que viajam com mais frequência costumam se planejar com antecedência!

Começar o planejamento de uma viagem poderá lhe surpreender um pouco, à medida que irá se aprofundar no assunto e com o tempo descobrir que serão tantos detalhes para serem vistos e que algo que passou despercebido poderá lhe prejudicar ao decorrer de sua viagem. Há alguns anos, fazer uma longa viagem ou viajar de férias, era sinônimo de luxo. Bastava procurava uma agência de viagens e tudo resolvido! Cômodo, né?! Hoje, conseguimos fazer tudo (QUASE TUDO) por conta própria e, com certeza, de maneira mais econômica.

Não é mais necessário pesquisar em guias de papéis, a internet e as redes sociais nos deram liberdade. Agora, tudo está ao nosso alcance em nosso próprio celular ou computador. E, já que falamos tanto em planejar, vamos listar para vocês, alguns passos que são obrigatórios para iniciarem seus próprios planos sem desanimar no caminho!

memorias-de-viagem--com-sinara-e-leonardo---vamos-viajar--claro--2

Foto: Divulgação

Para onde quero ir?

Parece tão óbvio, mas sim, essa é uma pergunta que precisamos ter certeza dá resposta. Brasil ou exterior? Frio ou calor? Destino urbano ou belezas naturais? América do Sul, do Norte, Europa ou Ásia? O seu perfil de viajante é um fator determinante na escolha do destino, a não ser que você queira experimentar novos desafios.

Com um orçamento ‘X reais’, você pode passar 10 dias em Londres ou 30 dias na Tailândia. Mas o que realmente quer conhecer? Praias e templos ou museus e parques? Com somente 10 dias disponíveis, você pode pensar em ir para o continente Asiático, porque vê tantas pessoas indo e tem uma superpromoção de passagem área. No entanto, você precisa avaliar a viabilidade ANTES de realizar qualquer compra. Vamos ilustrar com um caso concreto.

Participamos de alguns grupos de viagem no WhatsApp e, esses dias, um rapaz muito animado com sua viagem de férias comentou: “consegui uma passagem em promoção e visitarei a Tailândia durante 6 dias no mês de novembro. Alguém tem dicas de Bangkok e das praias para me passar?” Sinceramente, são no mínimo 70 horas de voo (ida e volta) ou seja, quase 3 dias de voo para ficar lá por 6 dias. Quando tiver descansado da viagem de ida, provavelmente já estará na hora de pegar o voo de volta. Tivemos vontade de dizer: “nossa dica é que não vá! Rsrsrs”. Muito cuidado! Se dedique e escolha um local que possa aproveitar suas tão preciosas férias, analise sempre os deslocamentos, os tempos das conexões, se compensa ou não todo esse esforço.

Leia e estude seu destino!

É essencial ler sobre os lugares que pretende visitar. Posts em blogs de viagem, stories nos Instagram de viajantes, ler as resenhas e dicas de quem já esteve no local, como no Google Trips e TripAdvisor. As cidades em sua grande maioria, possuem sites com informações do turismo local, hospedagens, dicas e fotos. Pesquise sobre as principais atrações que não podem deixar de visitar, os horários de funcionamento e o melhor horário para não pegar as enormes filas, a cultura local e seus costumes. Sabia que em Amsterdam é proibido consumir bebida alcoólica na rua? No Marrocos, considerado o país mais liberal na cultura muçulmana, pouquíssimos lugares vendem bebidas alcoólicas (quase nenhum!), pois é considerado pecado.

Nós fomos em janeiro desse ano e os poucos lugares que vendiam cerveja (geralmente bares e restaurantes de hotéis) cobravam preços astronômicos. Para economizar, descobrimos um Carrefour que ficava relativamente perto do centro de Marrakesh (20 minutos a pé). Depois de muito procurar, encontramos as bebidas secretas guardadas no subsolo e sob os olhares de uns 4 ou 5 seguranças. Depois de olhar todos as opções de bebidas, decidimos pela cerveja normal e mais barata, que já era absurdamente cara, rsrsrs. No caixa, a moça nos deu uma sacola plástica preta, pois as bebidas não podem ser vistas na rua, e ficamos pasmos quando descobrimos que a saída (do setor de bebidas no subsolo) era nos fundos do mercado. Oi? Sim, nos sentimos criminosos e só ríamos de toda a situação. Não faz parte da nossa cultura, mas daquela que estávamos visitando e é sempre importante respeitar.

E qual documento eu preciso levar?

Lembrem-se que, antes de comprar uma passagem área, você precisar conferir os documentos que são exigidos para seu embarque ou até mesmo para concluir a compra dela. Países da América do Sul, em geral, não exigem passaporte nem visto para entrar, sendo suficiente apresentar o documento de identidade (RG). Mas é importante que o documento esteja em bom estado de conservação, foto atual e que a data de emissão seja inferior a 10 anos. Lembre-se que a CNH não é aceita. Único lugar que aceitaram foi na imigração da Argentina x Foz do Iguaçu. Ali, nos deixaram passar, pois explicamos que íamos só jantar na cidade de Puerto Iguazú e o agente deu uma chance. Mas foi uma exceção, porque poderiam ter negado a entrada. Importante também, é cuidar a validade de seu passaporte. Desde julho/2015 os passaportes emitidos passaram a ter 10 anos de validade. Alguns países exigem que o passaporte tenha validade por 6 meses, outros 3 meses. Para entrar nos países que fazem parte do Tratado de Schengen, que praticamente corresponde à União Europeia, é exigido que o passaporte tenha validade de pelo menos 3 meses após o fim da sua viagem.

Para esses países não é necessário visto para turistas, respeitado o limite de 90 dias de permanência na Europa. Além disso, é obrigatório ter um seguro viagem com determinadas especificações, como cobertura mínima de 30 mil euros. Fique alerta ao certificado internacional de vacinação, pois alguns países exigem que você apresente fisicamente a carteira de vacinação internacional. E tenha sempre cuidado ao andar com seus documentos, especialmente o passaporte, pois qualquer problema que tiver só será resolvido nos Consulados Brasileiros, que costumam estar localizados nas respectivas capitais.

Na Bolívia, roubaram a mochila que o Leonardo carregava os itens pessoais e nela estava a carteira com os documentos e um pouco de dinheiro em espécie (R$). Como o passaporte estava comigo, não tivemos que interromper a viagem. Foi ruim, sim! Péssimo! Mas acontece TODOS os dias e é preciso ter muito cuidado e sempre que possível, guardar documentos e dinheiro em mais de um local. Uma ótima dica é ter junto ao corpo uma “pochete invisível”, também conhecida por “doleira”. Elas são discretas e, com certeza, será o melhor lugar para se guardar as notas de maior valor. Poderíamos escrever vários fatos sobre essas primeiras 3 dicas, e vocês? Nos contem suas experiências ou dúvidas! Aguardaremos. Até semana que vem!

Si & Leo

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Leitor do Vale • 3 meses atrás

Show

Leitor do Vale • 3 meses atrás

Bah, que legal. Na Argentina consigo entrar com CNH? Ou só na fronteira?

Leitor do Vale • 3 meses atrás

Ameiii

Destaques


Cidades 9 horas atrás

Caso Heineken: o que dizem as duas prefeituras

Disputa judicial pelos impostos da empresa dura quatro anos [...]

Geral 1 dia atrás

Governo reduz tarifa de importação de equipamentos médicos

Depois de zerar impostos de medicamentos que combatem AIDS e câncer, o mesmo acontece com equipamentos médicos [...]

Cultura

Cultura 4 semanas atrás

Doralino Souza lança novo livro

Lançamento contará com happy hour em Igrejinha [...]

Cultura 4 semanas atrás

Matrix 4 é confirmado e terá Keanu Reeves

Lana Wachowski vai escrever, produzir e dirigir quarto filme da franquia [...]