Lê-aí | Faccat e Observatório Espacial unidos em prol da pesquisa científica

Faccat e Observatório Espacial unidos em prol da pesquisa científica

#Taquara#Região#Regional

Taquara-Incentivar o gosto pela pesquisa, além de ser fonte de produção de novos conhecimentos científicos, essas são as principais finalidades da parceria firmada entre as Faculdades Integradas de Taquara (Faccat), por meio do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da Faccat,(PPGDR), com o Observatório Espacial Heller & Jung. 

A partir de agora, o Observatório estará oportunizando à Faccat o desenvolvimento de novas pesquisas de forma gratuita. A primeira iniciativa é o projeto Sensor.Community. “O sistema possibilitará o desenvolvimento de pesquisas na área ambiental por parte do professor Dr. Carlos Fernando Jung e do professor Dr. Victor Fernandez Nascimento, ambos professores do PPGDR”, destaca o coordenador do Mestrado da Faccat, o vice-diretor de Pesquisa e Pós-Graduação,  prof. Dr. Roberto Tadeu Ramos Morais, que ainda explica que a iniciativa também viabiliza a integração com a graduação através da participação do professor Me. Frederico Sporket, do curso de Engenharia de Produção,  com alunos do ensino fundamental e médio de toda região.

O programa - O Mestrado em Desenvolvimento Regional junto com o Observatório Espacial Heller & Jung passam a integrar a rede mundial que monitora a qualidade do ar. “Todos podem acessar livremente e de forma gratuita os dados gerados no mundo todo durante as 24h no neste link https://sensor.community/en ”, explica o proprietário do Observatório e professor do Mestrado da Faccat, professor Dr. Carlos Fernando Jung, que também é o coordenador e docente dos cursos de Engenharia de Produção e Gestão da Qualidade.

A finalidade será comparar os dados gerados pelo sensor instalado no Observatório com dados de satélites climatológicos gerando informações sobre a qualidade do ar na Região do Paranhana, Metropolitana e Litoral. “Para tanto serão ainda instalados sensores no litoral e em Porto Alegre”, revela o prof. Jung.

Os dados gerados pelo sensor implantado na área do Observatório fornecem informações sobre a qualidade do ar, podendo viabilizar inúmeras novas pesquisas em todo território nacional e em nível internacional. “Também podem ser utilizados em projetos de iniciação científica como estímulo à prática da ciência por alunos do ensino fundamental e médio das escolas da Região do Paranhana”, salienta o professor pesquisador Dr. Carlos Fernando Jung.

 “Os alunos poderão acessar os dados gerados aqui e no mundo todo para serem propostos novos projetos nas escolas. O envolvimento com este tipo de pesquisa contribui muito para a educação ambiental das crianças e jovens”, enfatiza.

O Observatório - O Observatório Espacial Heller & Jung tem por finalidades, além da produção de conhecimento científico, uma proposta didática de estimular alunos do ensino fundamental e médio a prática da ciência de forma totalmente gratuita. Também disponibiliza a pesquisadores externos todos dados, informações e equipamentos para a realização de novos projetos. 

O Observatório não possui qualquer fim lucrativo e todas as informações científicas geradas são de livre acesso às instituições e pesquisadores