22 Mar 2019 15:19
Logo Lêaí

Divulgada data do júri do caso de feminicídio ocorrido em Parobé em 2017

divulgada-data-do-juri-do-caso-de-feminicidio-ocorrido-em-parobe-em-2017-2

Foto: Arquivo - Divulgação

A morte de Jéssica Leite da Silva, em maio de 2017 com três tiros, disparados pelo marido chocou a comunidade do bairro Colina do Leão, em Parobé. O julgamento será nesta quinta-feira, com início às 9h30min da manhã, no plenário do Júri, no Fórum de Parobé.

A sessão plenária do Júri é aberta a população e quem quiser poderá ir e assistir ao julgamento..

Relembre o caso:

Matéria publicada na edição 897 – 19 de maio de 2017

Marido de Jéssica se entrega à Polícia e tem prisão decretada

Os Policiais Civis da Delegacia de Parobé, sob o comando do Delegado Rafael Sauthier prenderam Guilherme dos Santos Mendes, de 30 anos, autor do homicídio ocorrido na Colina do Leão, na segunda-feira (15).


O foragido estava sendo procurado pela Polícia Civil para prestar depoimento sobre o ocorrido e ontem (18) ele se apresentou à Polícia. Mendes estava com prisão preventiva decretada desde terça-feira (16). Após interrogatório, o preso será conduzido até o sistema prisional onde ficará à disposição da justiça.  

O Crime 

O caso ocorreu por volta das 19h da noite de segunda-feira (15), na Rua Adroaldo Mesquita da Costa, bairro Colina do Leão, em Parobé. Segundo informações da Brigada Militar, vizinhas escutaram disparos de arma de fogo da casa ao lado e chamaram a polícia. Ao chegar no local os agentes encontraram a vítima, Jessica Leite da Silva, de 23 anos, com marcas de tiro no corpo, no chão do quarto da vítima. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas a vítima veio a falecer no local. Segundo informações, o marido de Jessica foi visto saindo de carro da casa, com os dois filhos do casal, momentos após os disparos. O caso é tratado como feminicídio (assassinato de uma mulher, pela condição de ser mulher).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.