17 Feb 2020 10:22
Logo Lêaí

Laudo aponta que nova droga sintética matou adolescente

Timóteo Lucas Hoffmann, de 16 anos, tomou a droga acreditando se tratar de LSD

Exames do Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul (IGP-RS) identificaram que uma nova droga sintética causou a morte de um adolescente em Igrejinha, no ano passado.

Timóteo Lucas Hoffmann, de 16 anos, foi encontrado morto em um terreno baldio no dia 8 de setembro de 2018, e até recentemente, o que estava por trás do óbito não era conhecido.
O adolescente havia saído para dormir na casa da avó, mas foi a uma festa. Conforme amigos que estavam com ele, Timóteo teria consumido LSD. Porém, os laudos iniciais da perícia não encontraram vestígios de nenhuma droga no corpo do jovem, nem de LSD, como relatado pelos amigos. Testes para venenos e remédios também deram resultado negativo. Um segundo teste de LSD foi feito, em dezembro do ano passado, e novamente não demonstrou a presença da droga no organismo do rapaz. O caso intrigou a equipe do IGP.
A suspeita era de que se tratava de uma droga sintética – substâncias com estrutura e efeitos farmacológicos semelhantes às drogas controladas, mas que possuem variações para serem classificadas como ilegais ou detectadas em análises laboratoriais. Depois de muitas análises e métodos próprios de identificação de substâncias criados pelos peritos aqui no estado, o IGP identificou o que Timóteo ingeriu: a 25E-NBOH, uma droga nova que pode matar no primeiro uso e que é vendida como se fosse LSD.
A confirmação foi em junho, e divulgada recentemente. Segundo peritos, ainda não se sabe muito sobre novas drogas sintéticas, não se sabe ainda quais os efeitos no organismo das vítimas, dos usuários, mas o que se sabe é que uma dose muito baixa, pode ser letal, pois a fabricação é feita de forma artesanal e clandestina.
Três amigos de Timóteo respondem em liberdade por omissão de socorro. Duas pessoas investigadas por terem fornecido a substância acabaram presas por tráfico de outras drogas encontradas durante as buscas.
No Brasil há outros registros e suspeitas de casos de morte pelo 25E-NBOH. Um também no ano passado, em Brasília, em que uma jovem de 19 anos, morreu por suspeita de ter usado 25E-NBOH em uma festa rave. E outro em Sergipe, em 2017, quando um homem de 32 anos, morreu ao utilizar a droga em uma festa rave, em Aracaju.

laudo-aponta-que-nova-droga-sintetica-matou-adolescente--1
tópicos
Polícia
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Polícia

Polícia 1 semana atrás

Mulher é presa por latrocínio

Ela teria roubado, deixado inconsciente Ari Huff, de 73 anos e ateado fogo na casa [...]

Polícia 1 semana atrás

Homem teria morrido por envenenamento, em Parobé

Fato teria ocorrido em uma festa como relatou a vítima antes de morrer [...]

Polícia 2 semanas atrás

Homem sequestra bebê de três meses em Taquara

Pai da criança, responsável pelo sequestro, é usuário de drogas [...]